Avó com cheiro de pão caseiro


Ontem foi o meu dia de tiete. Fui ao relançamento de "Avó com cheiro de pão caseiro", pela editora Zit, no Salão do Livro Infantil e Juvenil. Zé Zuca (o autor e meu tio coruja) e Marilia Pirillo (ilustradora) autografaram um exemplar para mim. Chique, né?
Bem, mas vamos ao que interessa: Texto bom, interessante, atual - trata do tema de terceira idade com as crianças, nos trouxe uma boa surpresa: numa rápida pesquisa com as crianças presentes, eles afirmaram que não querem que suas avós tenham namorados. Curioso, não? Marilia levantou uma boa hipótese: Eles ainda estão muito longe da idade, quando chegarem mais perto, vão mudar de ideia. Ah! Concordo Marilia!
A intertextualidade está presente na história e eu acho bom testar a receita no fim do livro. Esse segredo Zé Zuca não entregou. Só adquirindo o livro para fazer um delicioso pãozinho da vovó. Vale a pena!
E pra fechar na quarta capa um rasgado elogio de ninguém menos que Ziraldo: "Eis aqui um belo conto, um conto exato, comovente e muito bem escrito." Lindo!



Nenhum comentário:

Postar um comentário